GM é sequestrado, CONSEGUE fugir ao chegar em Itupeva, e pode ter se livrado de EXECUÇÃO

Uma das linhas de investigação da Polícia Civil, sobre o caso do guarda municipal de Itu, que foi sequestrado por dois bandidos armados, neste domingo, é de que ele poderia estar sendo levado para ser morto pelo tribunal do crime. A informação, contudo, apurada pela reportagem, não foi oficialmente confirmada pela Polícia.  A vítima está bem.


Na ocorrência, o GM conseguiu se salvar após entrar em luta corporal com os criminosos, quando eles pararam na praça do pedágio, em Itupeva. Os bandidos se evadiram com o carro, que abandonaram mais à frente e correram por uma área de mata. Eles acabaram presos por GMs de Cabreúva e Itupeva.

O caso

O GM foi abordado por dois bandidos, quando estava de serviço em um posto de serviço da Corporação. Ele foi obrigado a entrar no veiculo Hilux (de propriedade do guarda), no banco do passageiro, dianteiro e ficando sob mira de arma apontada pelo criminoso que foi para o banco traseiro.

Eles então seguiram sentido Jundiaí pela rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, sendo que no pedágio de Itupeva, a vítima entrou em luta corporal com os infratores. Tiros foram disparados, mas ninguém foi alvejado. A vitima conseguiu se desvencilhar e sair do veiculo, quando aproveitou para pedir ajuda.

Os criminosos prosseguiram em fuga com o veiculo do guarda e o abandonaram alguns minutos depois. Enquanto isso forças de segurança de Itupeva, Cabreúva e Jundiaí se mobilizaram no cerco, sendo que uma guarnição do Canil de Itupeva, em puro tirocínio policial, conseguiu prender um deles, de posse de um revolver de calibre 38, de propriedade da vítima.

Pouco tempo depois GMs de Cabreúva conseguiram prender o comparsa, próximo a um motel. No DP eles confessaram o crime e foram presos em flagrante. O depoimento de ambos está ajudando nas investigações.

O CERCO

Participaram da ocorrência: GMs de Itupeva (Nascimento e Julião, do Canil), Gilberto e De Souza (Rural), Alcântara e Nogueira, e Claudemir, Cuba e Cerqueira VTR 39, todos sob a coordenação do GCM Latorre. De Cabreúva estiveram os guardas Siqueira, Souza, Casteranelli, Adriana, Barcellos, Fernando e Correa, coordenados pelo inspetor Cabral. Também participaram os policiais militares de área e Rodoviários, Maciel, Augusto, Carvalho, Rafael, Policher, Cleberson, comandados pelo sargento Silvio.

Via Fábio Estevam/ JV Notícias

Total
7
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post

Após morte de idosa, Cabreúva tem mais um assassinato

Next Post

Abono salarial de até R$ 1.100 começa a ser pago nesta terça-feira

Related Posts