Avião que caiu em Piracicaba passou por vistoria em hangar de Jundiaí um dia antes de acidente

Empresa TAM Aviação Executiva informou que a aeronave passou por vistoria na segunda-feira (13) e não procede a informação de que acusou qualquer problema na hélice. Queda foi em uma área verde próximo à Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec), no bairro Santa Rosa; sete pessoas morreram.

O avião que caiu em Piracicaba (SP) na manhã desta terça-feira (14) e provocou a morte de sete pessoas havia passado por vistoria em um hangar de Jundiaí (SP) um dia antes do acidente.

Em nota ao G1, a empresa TAM Aviação Executiva informou que a aeronave Beechcraft King Air 360, com o prefixo PS-CSM, passou por vistoria na TAM AE, em Jundiaí, na segunda-feira (13).

Ainda conforme a empresa, não procede a informação de que a manutenção acusou qualquer problema na hélice.

A concessionária Voa-SP também informou, em nota, que o avião decolou de Jundiaí às 18h40 do dia 13 de setembro, com destino a Piracicaba.

Segundo o Corpo de Bombeiros, no avião estavam o sócio da Raízen Celso Silveira Mello Filho, 73 anos, sua esposa Maria Luiza Meneghel, 71 anos, e os 3 filhos do casal: Celso Meneghel Silveira Mello, 46 anos, Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, 48 anos, e Fernando Meneghel Silveira Mello, 46 anos. Também morreu o piloto Celso Elias Carloni, 39 anos, e o copiloto Giovani Dedini Gulo, 24 anos.

A aeronave caiu em uma área de mata no bairro Santa Rosa e, com a explosão, ocorreu um incêndio no local. As vítimas foram carbonizadas e morreram no local. O Corpo de Bombeiros localizou os sete corpos, segundo a Prefeitura de Piracicaba, e aguarda a conclusão da perícia para liberação.

Em nota, a empresa Raízen confirmou a morte do empresário Celso Silveira Mello Filho e família. “Celso era acionista e irmão do presidente do Conselho de Administração da companhia, Rubens Ometto Silveira Mello.”

Segundo a empresa, também estavam no avião a esposa de Celso, Maria Luiza Meneghel, seus três filhos, Celso, Fernando e Camila, o piloto Celso Elias Carloni e o copiloto Giovani Gulo. O piloto morava em Sorocaba.

 — Foto: Arte G1
Foto: Arte G1

Ainda de acordo com os bombeiros, o avião saiu do Aeroporto Municipal Pedro Morganti, em Piracicaba, com destino ao Pará e caiu logo depois, pouco antes das 9h, em uma área verde ao lado da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec).

Segundo a Prefeitura de Piracicaba, a queda da aeronave aconteceu cerca de 15 segundos após a decolagem, em uma plantação de eucaliptos (veja o vídeo que mostra o momento em que o avião sai do aeroporto). A causa do acidente ainda é investigada.

Incêndio em mata de Piracicaba após queda de avião no bairro Santa Rosa — Foto: Corpo de Bombeiros de SP
Incêndio em mata de Piracicaba após queda de avião no bairro Santa Rosa — Foto: Corpo de Bombeiros de SP

Com informações do G1

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post

Chuva forte, raios e ventania no Estado de SP

Next Post

Mais 1 milhão de doses da Pfizer chegam em Campinas

Related Posts