EUA começam a testar em humanos possível cura do HIV

Os EUA vão começar a testar no mês que vem, em humanos, uma terapia genética tida como “uma possível cura” para o HIV.

A FDA – Food and Drug Administration (a Anvisa dos EUA) autorizou no último dia 11 a AGT, American Gene Technologies, começar a fase 1 de testes em seres humanos.

A notícia foi revelada pela revista científica norte-americana Outsourcing Pharma.

“Esta é uma notícia importante de que temos a aprovação do FDA para lançar a fase I e conduzir nossos primeiros testes em humanos… Estamos muito entusiasmados… Isso nos aproxima do nosso objetivo de transformar vidas com a medicina genética”.”, disse David Pauza, Diretor de Ciência da AGT anunciando a novidade.

Terapia genética

A droga, chamada AGT103-T, é uma terapia genética de dose única baseada em vetores lentivirais desenvolvida para eliminar o HIV.

É um produto celular geneticamente modificado feito das próprias células de uma pessoa.

A abordagem da AGT é única por focar na reparação dos principais danos ao sistema imunológico causados ​​pelo HIV.

O medicamento terapêutico deve atuar para remover células infectadas do corpo e diminuir, ou eliminar, a necessidade de tratamento antirretroviral vitalício.

O AGT103 é feito de células sanguíneas e leva 11 dias para aumentar as células T que combatem o HIV.

Ele usa terapia genética para ajudar essas células a sobreviverem no corpo.

O produto, de acordo com a AGT demonstra a capacidade de se livrar do HIV quando entra em contato com o vírus e células humanas infectadas com HIV.

Os testes

Os testes devem começar em setembro – nas Universidades de Maryland, Washington e Georgetown.

Os primeiros resultados dos testes devem sair no final do ano.

David Pauza disse que há “altas chances de o medicamento ser eficaz”, por tudo que se analisou até agora nos estudos.

A caracterização de AGT de AGT103-T foi feita em colaboração com pesquisadores do governo do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID), parte do National Institutes of Health

De acordo com a UNAIDS, mais de 38 milhões de pessoas vivem atualmente com o HIV.

Atenção

É importante lembrar que pessoas que já estão em tratamento contra HIV não devem parar de tomar seus medicamentos.

E que ninguém deve abrir mão de medidas de prevenção de contágio como camisinha.

Com informações da GlobeNewsWire e OutSourcingPharma

0194

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Mundo