Justiça marca júri de ‘serial killer’ acusado de matar mulheres em terrenos baldios

Conhecido como ‘Mexicano’, o réu foi culpado pela polícia por 4 homicídios na região de Sorocaba.

Conhecido como ‘Mexicano’, o réu foi culpado pela polícia por 4 homicídios na região de Sorocaba.

A Justiça decidiu na quarta-feira (8) que será realizado no dia 14 de fevereiro o júri do homem apontado como responsável por assassinar quatro mulheres em Votorantim (SP), entre 2014 e 2017. Everton Júnior Soares, conhecido como “Mexicano”, está preso desde agosto de 2019.

De acordo com o Tribunal de Justiça, foram intimadas seis testemunhas e o apoio de policiais militares. No dia, o caso que será julgado é da vítima Mara Aparecida. O outro processo que envolve os outros homicídios não tem data para ser julgado.

Anteriormente, o Ministério Público o denunciou por homicídio com feminicídio, motivo fútil, crueldade e impossibilidade de defesa da vítima.

A Polícia Civil divulgou a conclusão da investigação em agosto. As mortes das vítimas ocorreram em 2014, 2015 e duas delas em 2017.

O pai dele também está preso após uma testemunha relatar à polícia que o homem participou do crime. A defesa de Everton não foi localizada.

Crimes em série

De acordo com a polícia, as vítimas do homem, considerado pela investigação como um “serial killer”, foram Jéssica Roberta Pereira, de 30 anos, morta em 17 de maio de 2014; Rosângela da Cruz Silva, de 50 anos, assassinada em 18 de abril de 2015; e Lúcia Yumi Ukai Fukany, de 52 anos, morta em 19 de março do ano passado.

Na época, o delegado afirmou que o que chamou a atenção dos investigadores foi a forma quase idêntica com que Everton cometeu os assassinatos.

A investigação mostrou que ele atraía as mulheres para terrenos baldios e tentava manter relações sexuais com elas. Como não conseguia, matava as vítimas.

A polícia informou que os crimes foram cometidos em um raio de dois quilômetros da casa do suspeito. Ele já tinha passagens na polícia por furto e ameaça.

Com informações do G1

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post

Itupeva adere à campanha Janeiro Branco com atividades para saúde mental

Next Post

Ex-modelo é interrogada em investigação sobre 33 pit bulls achados em chácara

Related Posts