27 de dezembro, sexta-feira

27 de dezembro, sexta-feira

Bom dia! Aqui estão os principais assuntos para você começar o dia bem-informado.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decide estabelecer regras para a aplicação da nova lei de combate ao crime. O primeiro ano do governo Bolsonaro: da reforma previdenciária e da política ambiental às relações com países vizinhos e controversos nos quais os filhos do presidente estavam envolvidos. No Podcast Assunto, Renata Lo Prete analisa: Por que 2019 foi o ano dos protestos? E os recordes do ano: entre outras coisas, o mês mais quente, a maratona mais rápida, o vôo mais longo.

Bolsonaro: 1 ano

Em 1 de janeiro de 2019, Jair Bolsonaro assumiu o cargo de 38º Presidente da República. No primeiro discurso, ele confessa o “desejo de mudança”, expresso em 57,8 milhões de votos que recebeu.

Um ano depois, o governo não tinha base de apoio estruturada no Congresso. Ele sofreu derrotas, mas conseguiu uma grande vitória: a reforma da previdência social foi aprovada. O presidente também deixou o PSL e fundou um novo partido.

Bolsonaro também incluiu uma agenda conservadora nas atividades religiosas patrocinadas pela administração no Palácio do Planalto, escolhendo as redes sociais como um canal de comunicação direta e coletando uma série de declarações controversas. Recorda e mudanças de Bolsonaro.

Acidente aéreo

Em Almaty, a maior cidade do Cazaquistão, um avião caiu com 100 pessoas a bordo no início da manhã. Pelo menos 14 mortes foram confirmadas. A aeronave, um Fokker 100, foi destinada à capital Nursultan e colidiu com um prédio de dois andares logo após a decolagem.

O ano dos protestos. E o que vem por aí…

As ruas não eram calmas: manifestações pacíficas ou não, se multiplicavam pelo mundo. Venezuela, Equador, Chile e Bolívia cozinharam na América do Sul. A onda de protestos continua no Oriente Médio. Na Ásia, Hong Kong está questionando o poder chinês. Na Europa, protestos na França e na Espanha. Sem podcast O assunto de Renata Lo Prete conversa com o sociólogo Demetrio Magnoli para entender o que esperar no cenário internacional em 2020.

Sol ou chuva na virada?

Movimentação de banhistas na Praia do Leme, Zona Sul do Rio, neste domingo (22), primeiro dia do verão — Foto: ESTEFAN RADOVICZ/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Segundo meteorologistas, a véspera de Ano Novo será muito ensolarada na maior parte do Brasil a partir de sábado (28). As temperaturas estão em torno de 30 ° C. A chuva deve ser isolada, exceto no norte, onde há risco de tempestades. No Rio de Janeiro, onde são esperadas cerca de 1,7 milhão de pessoas em Copacabana, a previsão é muito quente. Veja como será o clima em todas as regiões do país.

Recordes do ano

O mês mais quente, a maratona mais rápida, os preços mais altos dos leilões… confira os recordes que foram batidos em 2019, o ano em que havia também uma conta bilionária para solteiros e uma multa bilionária para o Facebook e o bebê menor que nasceu prematuramente para sobreviver.

Estreias da semana

Duas produções mais leves e uma indicação ao melhor filme internacional premiado com o Oscar se destacam entre as estreias que chegarão aos cinemas brasileiros nesta semana.

Curtas e rápidas…

  • Queixas por dificuldade de adesão a sistemas de geração própria de energia crescem 168%, diz Aneel
  • Sisu, Prouni e Fies: veja datas para o 1º semestre de 2020
  • Sol se prepara para novo ciclo com chance de mais erupções que podem afetar a Terra
  • Tom Maior vai exaltar personalidades negras em desfile e homenagear humorista Mussum na bateria no Carnaval de SP
  • MEC diz que vai testar projeto de educação integral no ensino fundamental em 40 escolas
  • Mega-Sena de R$ 300 milhões pode render mais de R$ 780 mil ao mês na poupança
  • Jericoacoara: da Lagoa do Paraíso à Pedra Furada, até pôr do sol é um verdadeiro evento

Com informações do G1

Total
1
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post

Homem é preso no RJ após atirar na madrasta no dia de Natal; imagens fortes

Next Post

Desesperada por causa dos fogos de artifício, cadela morre enforcada na serra gaúcha

Related Posts