Região: Polícia registra caso de violência doméstica no final de semana

Dois casos de violência doméstica foram registrados neste final de semana na Região de Jundiaí. Em um deles, em Itatiba, um autônomo de 32 anos colocou fogo no carro da ex-companheira. Ele acabou se ferindo. No outro, por ciúme, uma mulher foi agredida a socos pelo marido em Várzea Paulista.

No caso de Itatiba, a atitude do homem fez com que o fogo se espalhasse para o próprio carro dele, um Celta. Ele acabou sofrendo queimaduras nas costas e nas nádegas, segundo apurou a polícia.
Diversas queixas de ameaça já haviam sido registradas pela mulher contra o ex-marido, que não teria aceitado o fim do relacionamento. Até mesmo uma medida protetiva fora concedida pela Justiça determinando que ele não se aproximasse da reclamante.

De acordo com a polícia, a mulher reside no Jardim Nardin e foi surpreendida, quando tentava sair de carro com a filha, pela chegada do ex, no carro dele. Ele bloqueou a saída da garagem e passou a fazer ameaças, garantido que iria matá-la pelo fim do relacionamento.

Durante a discussão, o descontrolado resolveu jogar gasolina no capô do carro da moradora, um Uno ano 20210, atendo fogo logo em seguida. Ele usou um galão para isso e acabou se queimando.

A Polícia Militar foi chamada neste momento e encaminhou o ferido ao hospital do município. Ele permaneceu internado sob escolta, uma vez que o delegado da cidade, ao ser informado do atentado, determinou que ele seria autuado em flagrante assim que recebesse alta.

Outro caso
Em Várzea Paulista, um homem foi preso em flagrante por bater na mulher, motivado por ciúme. Ele agrediu a esposa a socos e acabou detido logo após a vítima decidir que registraria um boletim de ocorrência.
Segundo relato dela a guardas municipais acionados para o atendimento da ocorrência, o agressor resolveu atacá-la por motivo fútil.

Explicou que foi ao hospital levar uma amiga, que passou mal, junto com o companheiro da mulher.

Ao retornar para casa, passou a ser agredida com vários socos, já que seu companheiro não teria gostado do fato de um homem ter ido junto, mesmo sendo o próprio marido da vizinha que precisava de atendimento médico.

Isso foi suficiente para que a Polícia Civil autuasse o homem em flagrante por violência doméstica, determinando sua recolha no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.
Agora, o agressor deve passar por audiência de custódia. O procedimento é realizado pelo Poder Judiciário, que analisa apenas as circunstâncias da prisão (se houve alguma irregularidade), e não a conduta.

Por decisão do juiz da audiência, poderá ou não o homem continuar preso ou ser solto para responder ao processo criminal em liberdade.

Matéria Imprensa Policial

Total
1
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post

Mãe denuncia o próprio filho acusado de estuprar a irmã de oito anos em SP

Next Post

Uma pessoa morre e outra fica ferida em acidente em Itupeva nesta segunda-feira (20)

Related Posts